SAÚDE & COMPORTAMENTO << Voltar
17/09/2009 09:50
Cada ritmo, um tipo de droga diferente
 

"...o negócio é que você não vê bem as coisas. O que parece impossível começa a acontecer bem diante dos teus olhos. Todos seus sentidos se afloram, as luzes ficam mais fortes, os sons mais nítidos e o paladar mais aguçado..."

O rock, quando surgiu, era um gênero musical muito mal visto pela sociedade, porque era sempre associado a garotos rebeldes que não queriam coisa alguma da vida, além de ficar tocando guitarra e se drogando. Cantores como Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison se deixaram levar pelas drogas e acabaram morrendo de overdose, cedo por sinal. Os três aos 27 anos de idade.

É certo que cada tipo de ritmo atrai um público e, consequentemente, usuários diferentes. No caso do reggae, a ligação com a maconha é quase intrínseca. Bob Marley, o rei do gênero, era um consumidor ativo e declarado da erva. As drogas desenvolvidas em laboratório como LSD e êxtase, mais conhecidas como 'doce' e 'bala', respectivamente,são as preferidas em baladas de música eletrônica.

As chamadas 'raves, são a nova tendência entre os jovens e, também, a nova preocupação das autoridades, devido às diversas denúncias de consumo de drogas nesses eventos. Esse tipo de festa é organizada em locais afastados das áreas urbanas, com duração média de 24 horas e, geralmente, embalada por música eletrônica.

O organizador de festas, Tiago Miguel Zemuner, explicou que o consumo de substâncias químicas alucinógenas ocorre porque algumas pessoas gostam de ir a fundo e se divertir mais que as outras. "Tem gente que sem drogas não consegue se divertir. Eles sentem que a música entra diferente com essas substâncias."

Os organizadores dizem investir em seguranças, que devem garantir a integridade física e a revista dos frequentadores. Mas segundo Oscar Souza, fotógrafo de eventos há seis anos, isso não é suficiente. "O povo esconde as drogas em lugares impossíveis para o segurança tocar", afirmou. "Já vi a polícia entrar e prender pessoas sem o público da festa nem perceber."

Glauber Roberto de Jesus é frequentador assíduo de festas rave e disse que consegue se divertir sem fazer uso de qualquer tipo de droga. "Conheço muitas pessoas que usam, mas nem por isso me deixo influenciar. Sei o mal que faz e as consequências futuras."

Glauber de Jesus afirmou não consumir drogas porque acha desnecessário e sabe que com as substâncias perderá o controle sobre suas ações, ou seja, sobre si mesmo.

"...fiquei umas seis horas me sentindo fora do corpo. Quando cheguei em casa, umas quatro horas e meia depois de tomar chá de cogumelos, achei que o efeito não ia passar nunca. Tive medo, chorei muito. Tive medo de ficar louco pra sempre. Sentia como se o quarto estivesse diminuindo, mas acabei dormindo."  (REPORTAGEM: Camilla Balsani. EDIÇÃO: Junior Bavia.)

Continua:
Música pode influenciar o consumo de drogas
   Cada ritmo, um tipo de droga diferente
   Ídolos se despedem cedo por overdose
    Enviar a notícia por e-mail
Comentários:
Sônia Lenira    jornalista.    Londrina/PR.
Camila, não sei se, de fato, uma determinada música influencia o consumo de drogas, mas gostei do tema da matéira. Parece que tem amadurecido em teus textos e tuas abordagens e isso é legal. Parabéns!
20/09/2009 13:44
 
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Uma vida que foge aos padrões
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Garotos que se tornam pais
SAÚDE & COMPORTAMENTO
A pole dance ainda luta contra o preconceito
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Cresce o número de cirurgias bariátricas no país
SAÚDE & COMPORTAMENTO
O tabagismo e seu mal
SAÚDE & COMPORTAMENTO
A arte de colecionar
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Câncer de mama é segundo mais frequente no mundo
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Campanha contra assédio tem repercussão nacional
SAÚDE & COMPORTAMENTO
A luta contra a síndrome de Prader-Wille
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Diagnóstico precoce pode reduzir risco da diabetes
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Equoterapia ajuda no desenvolvimento de crianças
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Doença cutânea pode ser causada pelo inverno
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Calçados de salto alto podem causar acidentes
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Perigos do uso inadequado de medicamentos
SAÚDE & COMPORTAMENTO
Método busca equilíbrio do corpo